A cidade
 

 

Bom Sucesso de Itararé é um pequeno Município compreendido entre as latitudes 24º 19’05.13’’S e a longitude 49º 08’44.06’’W, Distância da capital 350 Km, localiza-se no sudoeste do estado de São Paulo, na zona de transição (Mata Atlântica com o Cerrado Paulista).

Faz parte do Vale do Itararé, do Cânion do Guartelá e Serra do Paranapiacaba, predomina o clima temperado úmido com temperaturas médias em torno de 16ºC, com cinco geadas anuais e precipitação media de 2.250 ml, e sua altitude é de 900 m., sendo que o ponto mais alto é o topo da Serra do Macaco, com 1.334 m.

A área do município é de 13.500 ha, ou seja, 11 km2.

Bacia Hidrográfica:  Alto Paranapanema

Microbacia: Ribeirão Da Égua Morta com área De 2.902,8 Ha.

 

O município faz divisa ao Norte com Itararé-SP, ao Sul com Barra do Chapéu-SP, a leste com Apiaí-SP e Nova Campina-SP e ao Oeste com o Estado do Paraná.

Os principais rios que cortam o Município e fazem confrontação com os Municípios vizinhos são: Rio Pirituba, Rio Itararé e Rio Itapirapuã.

Os solos do Município são rasos e pedregosos predominando metapsamitos feldspáticos, ou seja, rochas sedimentares (rochas terciárias ao sul do Município), havendo rochas metadolomiticas, com cones característicos situados no Bairro Cruz da Penha (ao leste do Município).

A vegetação do Município é característica de mata atlântica composta de árvores de médio porte, predominando as coníferas (Araucária angustifólia) bracatinga, gorocaia, etc.

A fauna remanescente é característica do que existe em todo Brasil.

O município apresenta um dos IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) mais baixos do Estado de São Paulo, segundo dados do IRPS (Índice Paulista de Responsabilidade Social).

Cumpre destacar, que as principais atividades econômicas do município são: extração de minérios e reflorestamento de pinus e eucalipto, as quais são administradas por grandes empresas. Por outro lado, na zona rural predomina a agropecuária como base da economia local.

Temos 136 propriedades rurais no município, segundo o Levantamento das Unidades Produtivas Agrícolas – LUPA (1998), destes, 68 são pequenos, 51 médios e 17 grandes produtores.

A atividade agropecuária é praticamente de subsistência e para alimentação animal, destacando as seguintes culturas: feijão, milho, mandioca, pomar e horta doméstica, áreas de reflorestamento e as atividades de apicultura, bovinocultura, suinocultura e ovinocultura. Nota-se, que as técnicas de produção empregadas são rudimentares, e como conseqüência ocorre uma baixa produtividade, acarretando baixa rentabilidade, a qual favorece o êxodo rural,

O abastecimento e tratamento de água da área urbana do município são realizados pela SABESP (localizado no Bairro da Serrinha), através de captação de água do poço artesiano (Bairro Pocinho) e da mina (próxima à horta municipal no bairro Serrinha).

E os demais bairros do município captam água diretamente de nascentes, como é o caso da área da microbacia. No município na área urbana há estação de tratamento de esgoto.

 

Histórico de Bom Sucesso de Itararé

 

 

O Município de Bom Sucesso de Itararé foi criado em 30 de Dezembro de 1991, pela Lei Estadual nº 7664/91, desmembrado por emancipação do município de Itararé-SP.

No ano de 1929, Bairro de Terra Boa, tinha como padroeiro São João, Santo Antonio e Santa Cruz, e pertencia a Diocese de Apiaí-SP.

A formação populacional teve inicio neste ano em função da implantação da serraria Junqueira Mello, que teve vida produtiva por 03 anos.

O então fazendeiro Vitoriano Manoel Teixeira Fernandes fez uma permuta de 03 alqueires de sua fazenda com o fazendeiro José Henrique Brizola, e assim mudou o núcleo urbano de Terra Boa para outro local mais propicio á expansão e ai fez a doação aos Santos Padroeiros.

Outro fazendeiro, o Sr. José Jacinto de Almeida doou mais 2,5 alqueires. Também o fazendeiro Sr. Joaquim Pereira de Macedo doou mais 03 alqueires, ficando com total de 8,5 alqueires.

 

O NOME BOM SUCESSO

O Sr. José Bonifácio de Campos, vindo do Rio Grande do Sul para morar em Terra Boa durante uma caçada, abateu grande quantidade de pacas, capivaras e antas, e no seu retorno da caçada era indagado ao que respondia ter sido um sucesso, daí o termo conhecido na época originou-se o nome ‘‘BOM SUCESSO”, tornando em 1930, Bairro do Município de Itararé-SP, e tinha em 1943, 10 prédios, entre habitação e comércio”.

 

ESTRADAS

Antes das primeiras estradas serem abertas, as trilhas dos tropeiros eram caminhos que ligavam Bom Sucesso ás demais localidades.

A primeira estrada de Bom Sucesso á Itararé, foi aberta pela Serraria Junqueira Mello e pela Serraria Lumber.

A segunda estrada que ligava a Itapeva foi aberta pelo Sr. Luiz Sguario em 1948.

 

RECURSOS DE ARTESANATO:

 

CERÂMICA: (Bairro da Serrinha) Distante do centro urbano 04 km, preserva sua tradição indígena há mais de 02 séculos. Fabricados apenas pelas mulheres, sem nenhum processo industrial, queimados em fornos de barrancos, com traços de beleza artística rústica, várias formas e tamanhos de peças.

O ferramental usado na produção é de origem vegetal que é cultivado e preparado pelas próprias artesãs.

 

BELEZAS NATURAIS:


A: Cachoeira dos Moleques, distante do centro urbano 07 km, local próprio para banhos, contemplação, corredeira com 15 metros de lajeados em meio a bosque de mata nativa.

B: Trinha do Caracol, a 08 km no bairro Gramadinho, com fendas naturais, caminho dos tropeiros, usado anualmente no Eco-Tropeirismo realizado no Município.

C: Trilha da Serrinha, 02 lagoas, propicio a caminhadas e tropeirismo.

D: Formações rochosas que simbolizam animais (Camelo) e aves (galinha), conhecido como Vale dos Gigantes.

 
  Rua José J. Almeida, 260 | Bom Sucesso de Itararé - SP | CEP: 18475-000 CPWM Comunicação